Título: Reflexões do jovem Nietzsche sobre verdade e linguagem em "Verdade e mentira no sentido extramoral"

Autor: Edilson Miranda Júnior

 Resumo:

Em Verdade e Mentira no Sentido Extramoral, texto de juventude, Nietzsche defende que o impulso pela verdade tem sua origem na moralidade, e não no campo da epistemologia. Ademais, a linguagem não permite uma conexão efetiva com a realidade porque ela tem caráter metafórico, não se comunicando com a essência das coisas. Sendo assim, a verdade, da forma como foi construída na história do pensamento, nada mais é que um agregado de metáforas, metonímias e antropomorfismos, sendo por isso apenas ilusória. Por outro lado, ele também afirma que a nossa percepção se traduz já como uma metáfora, antes de toda linguagem. É necessário compreender se a impossibilidade de alcançar a verdade se dá pelo distanciamento entre linguagem e verdade ou pelo distanciamento entre mundo e percepção.

Palavras-Chave: Verdade. Linguagem. Moral. Metáfora. Percepção.

Local: Auditório do IFCH

Data: 29/03/2019

Horário: 14h30

Banca:

Orientador: Ernani Pinheiro Chaves, UFPA

Examinador Externo: Rogério Antônio Lopes, UFMG

Examinador Interno: Ivan Risafi de Pontes, UFPA 

Suplente: Roberto de Almeida Pereira de Barros, UFPA